Vamos Apimentar a Dieta

  • Publicado em 06/09/2017

Adicionar no seu Flipboard

A pimenta odiada por alguns mas adorada por muitos, é também um grande auxiliar na manutenção do nosso organismo. Ela é #termogênica, pois possui a capsaicina (a responsável pela ardência da pimenta), e essa capacidade mantem acelerado nosso metabolismo, auxiliando na queima das calorias (cerca de 100 calorias por semana) obtidas na ingestão dos alimentos. Ainda possui propriedades #antimicrobianas, anti-inflamatórias, anticancerígenas, regula os níveis de colesterol, melhora a circulação sanguínea, facilita o transporte de nutrientes pelo organismo por aumentar a salivação e a secreção gástrica.
A #capsaicina ainda reduz a #glicemia e aumenta as taxas de insulina, combatendo a diabetes.
As pimentas jalapeño, pimenta de cheiro, pimenta de bode, cumari-do-Pará, malagueta, dedo-de-moça, murupi, biquinho e cambuci ou chapéu de frade, são as que contém mais capsaicinoides. Quanto mais picante, mais capsaicinoides terá a pimenta.
As pimentas também são fontes de #Fósforo, #Vitamina A, C e E, #Potássio, #Cálcio, Fibras, #Zinco, Ácido #fólico, e #flavonoides; e todas são poderosos antioxidantes, e nos auxiliam na prevenção do envelhecimento.
Não há um limite diário a ser consumido.
#dicadanutri #pimenta #emagrecimento #antioxidante #nutriandreamarim




Quer fazer uma Avaliação ou marcar uma consulta ?
Avaliação

A tecnologia da bioimpedância simplicidade e rapidez, fornecendo uma informação completa sobre a nossa condição atual e uma orientação sobre a composição corporal ideal.

Planejamento

A partir dos dados obtidos serão traçados objetivos e metas para o paciente. Será elaborado um plano nutricional e um cardápio personalizado e individual.

Suplementação

Tanto o plano alimentar quanto a suplementação será direcionada conforme as necessidades do paciente: perda de peso, ganho de massa muscular, performance, preparo físico e competições.

Quer receitas e Cardápios em seu e-mail ?