Feijão, Feijão, Feijão!

  • Publicado em 30/08/2016

Adicionar no seu Flipboard

No feijão encontramos nutrientes essenciais, como vitaminas ( a maior parte de complexo B ), ferro, cálcio, zinco, magnésio, que estão presentes em quantias que podem substituir os produtos animais. No entanto, existem outros tipos de leguminosas que tem valor nutricional parecido, como lentilha, grão de bico, ervilha e a soja .

O ferro encontrado no nosso feijão de cada dia apresenta variadas funções no organismo, destacando-se a sua participação na composição da hemoglobina, um pigmento encontrado nas hemácias e responsável pelo transporte de oxigênio. Esse mineral também é importante para a síntese de DNA e para o metabolismo energético. Além disso, estudos indicam que o ferro ajuda na conversão de β-caroteno em vitamina A e na detoxificação de drogas no fígado. A falta de ferro pode prejudicar o desenvolvimento em vários aspectos, relacionando-se, por exemplo, com problemas imunológicos, de produtividade e de desempenho mental. A carência de ferro também pode causar um tipo específico de anemia, denominada de ferropriva.

 

Conhecidas por suas diversas funções no organismo humano, as proteínas vegetais, apresentando –se com todos aminoácidos essenciais ao bom funcionamento do organismo, participam na formação do DNA, células do sistema imunológico, músculos, pele, cabelo, entre outras.  As proteínas provenientes de vegetais apresentam melhor digestibilidade e também são excelente opção para pessoas intolerantes e alérgicas, adeptas  da dieta vegetariana e vegana e indivíduos que buscam uma alimentação mais natural e equilibrada porque querem um aumento da qualidade de vida.

 O feijão contém também fibras e os consumo delas diariamente traz uma série de benefícios para nossa saúde, como:

-Reduz o colesterol total 
-Ajuda a controlar a glicemia 
-Bom funcionamento intestinal 
-Previne o aparecimento de câncer intestinal
-Proporciona sensação de saciedade 
-Auxilia a controlar o peso

Dietas ricas em fibras auxiliam a perda de peso, pois induzem, devido à saciedade que proporciona , a uma menor ingestão de alimentos e calorias durante o dia, combatendo a obesidade .

O zinco (Zn) está presente em maior quantidade no corpo humano no cabelo, pele, olhos, próstata, unha, fígado, pâncreas, músculo, ossos e glândulas que, na verdade, são locais de armazenamento deste microelemento.  A excreção do zinco é feita pela urina, cabelo, descamações de pele e sêmen.

A presença do magnésio é de extrema importância para o bom desempenho do organismo, ou seja, para o funcionamento de vários setores, dentre os quais temos:

– Contração e relaxamento muscular;

– Funcionamento de certas enzimas do organismo;

– Produção e transporte de energia;

– Produção de proteínas.

E se parece pouco, o magnésio é considerado um tranquilizante natural, já que produz relaxamento dos músculos esqueléticos, assim como da musculatura dos vasos sanguíneos e do trato gastrointestinal.

A vitamina B9 ,( acido fólico ) tem grande importância na gravides, diminui o risco  má formação congênita , também diminui doenças cardíacas e psiquiátricas

O feijão oferece ainda boas quantidades de tiamina ( vitamina B1 ), que é fundamental para as células do cérebro, sendo assim importante na prevenção da memória.




Quer fazer uma Avaliação ou marcar uma consulta ?
Avaliação

A tecnologia da bioimpedância simplicidade e rapidez, fornecendo uma informação completa sobre a nossa condição atual e uma orientação sobre a composição corporal ideal.

Planejamento

A partir dos dados obtidos serão traçados objetivos e metas para o paciente. Será elaborado um plano nutricional e um cardápio personalizado e individual.

Suplementação

Tanto o plano alimentar quanto a suplementação será direcionada conforme as necessidades do paciente: perda de peso, ganho de massa muscular, performance, preparo físico e competições.

Quer receitas e Cardápios em seu e-mail ?